Tag: Constituição

Tamanho da fonte Zoom in Regular Zoom out

Remédio para crise: Afif defende plebiscito para Assembleia Constituinte e reforma política

19 de agosto de 2016

Em evento com líderes empresariais e sindicais em BH, o presidente do Sebrae detalhou sua proposta, que visa a mudar a atual forma de escolha de governantes e parlamentares brasileiros

Estão fechando uma empresa por minuto

26 de janeiro de 2016

Em mais de 30 anos de vida pública, o político e empresário Guilherme Afif Domingos vem se dedicando a duas causas principais: a defesa das micro e pequenas empresas e a desburocratização do Estado. A militância nos temas conquistou a simpatia da presidente Dilma Rousseff, que o escolheu para liderar a Secretariada Micro e Pequena Empresa, criada LEIA MAIS

Descobrir o Simples é complexo

15 de agosto de 2014

Em artigo na Folha de S. Paulo, o ministro Guilherme Afif fala sobre a burocracia e a enorme dificuldade em abrir e fechar empresas no Brasil. “Uma via-crúcis repleta de balcões”. Com a sanção da lei complementar nº 147 que promove uma verdadeira revolução na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas isso vai mudar. A lei geral foi criada para concretizar o tratamento favorecido e diferenciado para as micro e pequenas empresas garantido na Constituição.

Pensar Simples

22 de outubro de 2013

O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa Guilherme Afif fala sobre os avanços do Simples desde a Constituição de 1988, e a necessidade de combater a má burocracia para facilitar a vida dos pequenos empresários. O mantra “é preciso pensar simples”. Amplificar e radicalizar esse objetivo é imprescindível, pois o país é considerado um dos mais burocráticos do mundo. Leia o artigo na Folha de S.Paulo.

Afif defende novas regras para as MPEs

10 de outubro de 2013

Nesta quinta, 10, durante o encerramento do ciclo nacional de debates para revisão do SIMPLES Nacional, Afif defendeu o fim da substituição tributária para as MPEs e a universalização do sistema. Ele também propôs a criação de uma linha específica de crédito para bens de produção e a inclusão de aprendizes.

Como e por que ser político

20 de fevereiro de 2012

A política foi a melhor forma que Afif encontrou para transformar suas ideias em ações concretas. Foi no centro acadêmico que a política entrou em sua vida. O primeiro desafio foi como deputado constituinte. Depois, Afif concorreu em importantes campanhas, como as de 1989 (Presidência) e de 2006 (Senado). Ocupou três secretarias estaduais: Agricultura, Emprego e Desenvolvimento e coordenou o programa das PPPs do Estado de São Paulo, vice-governador de SP e ministro da Micro e Pequena Empresa. No campo partidário, preside a Fundação Espaço Democrático, do PSD (Partido Social Democrático).

Fortalecer o empreendedorismo

23 de agosto de 2011

Em artigo no jornal A Folha de S.Paulo, Guilherme Afif destaca o apoio do Governo Federal às propostas de aprimoramento da Lei das Micro e Pequenas Empresas criando, com isso, oportunidade para uma rápida aprovação no Congresso de importantes benefícios para milhões de empreendedores de todo o país.

Esperanças para a pequena empresa

15 de junho de 1995

No artigo publicado no Jornal do Brasil, Guilherme Afif apresenta as propostas feitas pelo Sebrae de emendas à Constituição Federal com relação à regulamentação do artigo que determina o tratamento diferenciado para as micro e pequenas empresas brasileiras. Segundo ele, o aprimoramento da artigo 179 vai permitir que essas empresas tenham condições de cumprir sua grande função social e alavancar o desenvolvimento do país.”

Esperança e apreensão

1 de março de 1995

O Diário Popular publica texto no qual Guilherme Afif faz uma análise das emendas enviadas ao Congresso para a revisão constitucional. Segundo ele, há esperanças de reformas estruturais capazes de criar as bases para um desenvolvimento econômico sustentado, que ajude a resgatar, de uma vez por todas, a enorme dívida social.

Brasil Real e Brasil Legal

27 de fevereiro de 1995

Em artigo publicado pelo Jornal do Brasil, Guilherme Afif reivindica a complementação da legislação que determina o tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas nos campos tributário, creditício, administrativo, previdenciário e jurídico. Esse complemento é na área trabalhista. A falta dessa regulamentação faz crescer a informalidade no país.