Matérias RSS

Pronatec Aprendiz deve oferecer 12 milhões de vagas

12 de fevereiro de 2015

O ministro Guilherme Afif e o ministro da Educação (MEC), Cid Gomes, assinaram na quarta, 11 de fevereiro, o convênio que irá criar e desenvolver cursos de formação e qualificação para jovens aprendizes. O acordo prevê também cursos de gestão de negócios para capacitação de MEIs.

Governo lança programa para contratação de aprendizes

11 de fevereiro de 2015

Segundo o caderno de PME do Estadão, o governo federal criou o Pronatec Aprendiz, um programa para incentivar a contratação de jovens aprendizes pelas pequenas empresas. O MEC vai criar e desenvolver cursos de formação e qualificação para jovens trabalhadores, além de módulos de gestão de negócios para capacitação de micro empreendedores (MEI) junto com a SMPE.

MPEs se destacam na geração de empregos

3 de fevereiro de 2015

As micro e pequenas empresas deram uma contribuição extremamente positiva no bom desempenho da geração e criação de empregos em 2014. Conforme notícia do Diário da Manhã, atualmente existem oito milhões destes estabelecimentos constituídos em todo o país. O ministro Guilherme Afif destacou recentemente que a capacidade de geração de empregos das micro e pequenas empresas é de no mínimo 25% de todos os postos de trabalho, o que beneficia diretamente 32 milhões de famílias brasileiras.

MPE arrecada mais 7,23% e gera 3,5 mi de empregos

2 de fevereiro de 2015

As MPEs tiveram um crescimento real acumulado de 7,23% na arrecadação junto à Receita Federal, estados e municípios nos últimos dois anos. Conforme notícia publicada pelo Portal Brasil, o ministro Afif destacou o crescimento da geração de empregos no setor, que abriu 3,5 milhões de novas vagas desde 2010. Afif revelou que essas empresas devem ter um olhar especial como está sendo feito.

Governo enviará projeto para dobrar limite do Simples

2 de fevereiro de 2015

Conforme publicação do site de O Globo, o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), Guilherme Afif, anunciou que o governo vai encaminhar ao Congresso Nacional projeto de lei que amplia os limites do Simples. A ideia é que o faturamento máximo anual para que uma empresa se enquadre no regime suba dos atuais R$ 3,6 milhões para R$ 7,2 milhões. No caso da indústria, o limite será ainda maior: R$ 14,4 milhões.

Página 10 de 39