Artigos RSS

Novo pacto federativo: chega de fazer mais com menos

20 de Março de 2013

Pacto federativo é a forma como os recursos públicos são distribuídos entre União, Estados e municípios para a execução de serviços. Para Afif, essa distribuição, hoje, é distorcida. A União fica com grande parte do dinheiro, e sobra pouco para Estados e municípios cumprirem suas funções previstas em lei. “Precisamos aperfeiçoar esse instrumento, cobrando dos governantes e parlamentares uma distribuição mais justa do dinheiro público para melhorar a qualidade de vida da população”.

PPP turbinada para desatar os nós do Brasil

1 de Março de 2013

O vice-governador Guilherme Afif apresenta as estratégias necessárias para a implantação de PPPs estruturadas e com retorno, que ajudem o Brasil a desatar os nós da infraestrutura. “A lei nos obriga a fazer o pior pelo melhor preço e isso tem trazido um grande embaraço para o processo de investimentos, principalmente de infraestrutura. Precisamos identificar oportunidades e descomplicar esses processos para poder deslanchar”, afirma.

PPP: remédio para o “pibinho”

20 de Fevereiro de 2013

Neste artigo, o vice-governador fala sobre o “Pibinho”, e aponta as PPPs como o caminho para que o estado e o Brasil cresçam. “Ninguém aguenta mais as lamúrias por conta do baixo crescimento do PIB em 2012. A verdade é que a economia brasileira varia de humor: em um momento está eufórica; em outro, em declínio. E ao invés de se lamentar essa situação, é necessário encontrar um tratamento, um antídoto para este quadro, usando-se a criatividade”, disse Guilherme Afif.

Súditos ou cidadãos?

30 de novembro de 2012

No jornal O Estado de S.Paulo, Guilherme Afif responde às críticas do ex-ministro Mailson da Nóbrega ao projeto do Imposto na Nota Fiscal; e apresenta as razões para que a nova medida seja sancionada pela presidente Dilma. “Vamos assegurar a transparência da tributação e deixar que a população tome suas decisões com base nessas informações. O cidadão tem o direito de saber quanto paga de impostos e o direito de exigir o retorno compatível com esse pagamento”, conclui.

Transparência já!

22 de novembro de 2012

Neste artigo para a Folha de São Paulo, Guilherme Afif registra a importante conquista para a transparência que foi a aprovação, pela Câmara, da lei que obriga que o consumidor seja informado sobre o valor dos impostos federais, municipais e estaduais que incidem sobre mercadorias ou serviços adquiridos.

Página 6 de 31