Artigos RSS

Perspectivas para as MPEs em 1998

1 de dezembro de 1997

A revista Padaria Moderna publica artigo de Guilherme Afif sobre suas expectativas para a economia brasileira e como deverá ser o cenário econômico e suas influências para as micro e pequenas empresas no país. “Apesar das perspectivas não muito favoráveis para o ano de 98, o empresário brasileiro tem revelado uma extraordinária capacidade de se ajustar às mudanças da economia, porque é criativo, perseverante e trabalhador e, portanto, saberá enfrentar essas novas dificuldades para continuar contribuindo para o engrandecimento do Brasil”, afirma.

Doce hipocrisia

2 de Maio de 1997

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo, Guilherme Afif escreve sobre o surgimento do mercado da violência neste fim de século. “Há muito a sociedade vem perdendo gradativamente a gentileza entre os seres, a sua simpatia, o seu jeito simples e afável com as coisas. Desde o surgimento do Estado absolutista e da burguesia urbana, os sistemas de mercado foram produzindo um novo sentido da vida. Vagarosamente, as relações do homem com seus semelhantes e com a natureza estão se moldando de acordo com a ética do lucro e do poder”, comenta.

Emprego e Simples

30 de Janeiro de 1997

Guilherme Afif destaca, em artigo publicado pelo jornal Olho Vivo, a campanha de convencimento dos Estados e municípios para aderir ao Simples, sistema que desburocratizou o regime tributário para a micro e pequena empresa e se tornou uma excelente ferramenta contra o desemprego.

Para sobreviver e garantir empregos

9 de outubro de 1996

Os micro e pequenos empresários estão pedindo socorro. É o que diz Guilherme Afif em artigo publicado na Folha de S.Paulo relatando a preocupação com o quadro de elevada inadimplência, combinado com altas taxas de juros, que impede o setor de saldar seus compromissos em atraso. O Sebrae e a CACB reivindicam um programa de ajuda às empresas de menor porte: o Proer do Pequenos.

Um passo muito importante

14 de julho de 1996

Na Folha de S.Paulo, Guilherme Afif destaca a importância, pelo caráter pioneiro e inovador, de convênio entre o BNDES e o Sebrae para a criação de uma linha de crédito para as pequenas empresas. Além de terem de disputar o crédito com as empresas de maior porte, o que quase as marginaliza, as micro e pequenas empresas se ressentem da insuficiência de garantias reais nas proporções exigidas pelas instituições financeiras.

Página 25 de 34